Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sardinha Pequenina

A Sardinha Pequenina tem como propósito contar histórias de gente real, aliando o poder da palavra escrita à qualidade e originalidade dos produtos. As pessoas reais inspiram-nos!

Lição

17.01.22

Contigo aprendi que os segundos se podem perder no tempo.

E que uma hora pode ser uma eternidade.

Que o ar pode desaparecer.

Que o coração pode bater de mil formas diferentes.

Que o teu sorriso transforma o mundo.

E que há melodias que fazem parte da nossa pele.

Que os abraços podem curar.

E que os teus longos braços contêm o mundo.

Que há beijos cujo sabor não desaparece dos lábios.

São tatuagem perpétua.

Que os silêncios podem falar.

Que os sonhos podem ser desenhados com várias cores.

Que o tempo não silencia as cartas de amor.

E que seremos sempre dois, juntos, até sermos velhos.

 

 

Produtos relacionados: bolsa de pano, caneca, magnético e saco de pano

Bailamos

14.01.22

Olhas-me e pegas na minha mão.

Enlaças-me no teu abraço e rodopias.

Sem parar. Sem motivo. Só porque segues ao som do teu coração.

E nesse ritmo, perfeito para os dois, bailamos.

 

Perco a noção do tempo. Do espaço.

E dançando, vais-me guiando.

Por aqui e por ali. Pela vida fora.

Ao som de diferentes ritmos. Sempre enlaçados.

 

Tropeçamos. Sem nunca pisar os pés um do outro.

Sempre prontos a seguir o som da banda sonora da nossa vida.

Ensinas-me os teus passos. E eu a ti.

Com a felicidade de sabermos rir juntos.

Sem pudor. Só por rir. De felicidade. Por bailarmos juntos.

 

 

Produtos relacionados: bolsa de pano, caneca, magnético e saco de pano

Soltar amarras

03.01.22

Um dia largarei as amarras.

E vou deixar-te partir.

Vou dizer-te adeus e ver-te bater a porta.

 

Da janela, vou ver-te caminhar.

Encontrarás caminhos fáceis.

Outros mais difíceis e tortuosos.

Sozinho por vezes.

Ou de mão dada com alguém.

 

Durante a noite rezarei por ti.

Para que navegues de acordo com o vento.

Sempre soprado pela tua vontade.

E o meu coração vai ficar apertado em dias de temporal.

 

Mas quando não souberes voltar, usa o teu coração.

Ele seguir-te-á até ao meu colo.

Onde encontrarás sempre abrigo.

Onde encontrarás sempre paz.

 

 

Produtos relacionados: bolsa de pano, caneca, magnético e saco de pano

Tia, Mulher, Flor

02.01.22

A minha tia nasceu num canto solarengo do quintal.

Brotou da terra.

E cresceu enquanto dançava com os raios de sol.

A chuva tornou-a mais bela e forte.

As suas pétalas têm a essência do carinho.

 

A minha tia é uma rosa: graciosa.

Mas igualmente selvagem.

Os seus espinhos são marcas. 

Tatuagens deixada pelas tempestades.

 

Ela também é uma violeta: o seu aroma tranquiliza-me.

As suas raízes contam a minha história.

 

A minha tia é também girassol.

De caule robusto, é imponente e majestosa.

Rainha do sol.

 

Ela é Tia. Ela é Mulher. Ela é Flor.

 

 

Produtos relacionados: bolsa de pano, caneca, magnético e saco de pano